“45 Anos” de casados

O meia dose diz que depois de ver o filme “45 anos” ficou sem ter bem a certeza se é possível manter a confiança plena relativamente ao parceiro com quem escolhemos partilhar a nossa vida. O filme de Andrew Haigh com Charlotte Rampling como protagonista é muito cru na forma como representa a história de um casal que partilha a vida há quase 45 anos, na placidez claustrofóbica do campo inglês.

A história centra-se na semana anterior da celebração do 45º aniversário do casamento  ensombrada por uma peripécia estranha: Geoff recebe a notícia que o corpo da namorada desaparecida na neve em 1962 foi encontrado e é questionado se pretende ir buscar o corpo. Em circunstâncias normais essa questão seria esquecida uma vez que passou 45 estações felizes com outra mulher, certo? Errado. Este episódio veio despoletar memórias e registos esquecidos que vão intrometer-se na vida pacata que os dois mantinham.

“O final é o maior soco que alguma vez se pode levar no cinema”, promete o meia dose. E que tal experimentar?

 

 

Deixe aqui o seu comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s