FAMA EM 1980

O André diz que não perde um reality show de talentos, seja sobre a moda, a música ou o entretenimento, diverte-se e passa um bom momento, depois não pensa mais no assunto e já nem se lembra quem ganhou o X Factor em 2013. O que ele não sabia é que esta procura pela fama nas artes (das outras áreas será melhor nem falar já que nada daí resulta de proveitoso), começou em 1980 com o filme “Fame” / “Fama”, realizado por Alan Parker, que daria origem a uma série televisiva homónima de grande sucesso (1982-1987), e a um remake de 2009 de má memória.

Na época como agora, o objetivos dos jovens alunos talentosos da High School for the Performing Arts  era a angariação do sucesso, mas, tal como o filme mostra, de grande trabalho e persistência fosse na música, dança ou arte dramática. Num registo entre a reportagem, ficção e documentário, o filme capta ao longo de vários momentos do curso,  também as dúvidas e os medos próprios de quem vai iniciar-se num trabalho feito de emoções.

 

REVER FILMES DE 1980

Fame-Film-Stills-37

“Fame”

 

“Há uns dias apareceu-me lá no quiosque o Bruno do Museu a perguntar se eu tinha os dvd´s do Anjo na Terra, e eu fiz uma cara de tal maneira à alien, que ele nem se atreveu a insistir. Não sabia o que era isso, depois vi no youtube uns clips mas aquilo está muito mal feitinho , é um bocadinho antiquado, não achas? ” Perguntava o meia dose com medo que eu respondesse que não.

Neste caso ele tem razão. Na verdade quando ele nasceu já muito se tinha passado na década de 1980, e uma vez que ele já só cresceu na década seguinte, não dá grande importância ao que se passou durante estes anos.

Para mim que nasci no ano da revolução e passei da infância à adolescência na década seguinte não lhe posso dar razão. Acho até que é próprio do momento em que está a passar ter estes acessos de radicalismo, menos numa questão: a revisão de filmes e séries mais comerciais produzidas nesta época.

De facto, a década de 1980 e os seus excessos estéticos, tanto na forma como na linguagem, gerou grandes sucessos na televisão e no cinema que hoje não se podem rever: Fame ou O Justiceiro na televisão, Willow ou Chariots of Fire no cinema. Não é o caso de grandes títulos do cinema de aventuras produzidos nessa época como Regresso ao Futuro ou Goonies. Nestes há humor, aventura, uma história ardilosa, e qualquer coisa de artesanal que os tornam em filmes encantadores.

O meia dose prometeu dar uma olhadela a isto, vamos ver se gosta.

Cast-of-The-Goonies

“The Goonies”